Notícias

31/03/2018
Só esta obra tem potencial para gerar cerca de 2.500 empregos, estima o setor.
Petrobras assina contrato para construção de unidade de gás no Comperj !
 

RIO - Mais um importante passo foi dado para as obras de construção da Unidade de Processamento de Gás Natural (UGPN) serem iniciadas em breve no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, Região Metropolitana do Rio. A Petrobras assinou nesta quarta-feira contrato com o consórcio formado pela chinesa Shandong Kerui Petroleum e Método Potencial, no valor de R$ 1,94 bilhão para a construção da UPGN.

Somente na obra da unidade, o setor estima que serão gerados cerca de 2.500 empregos na região. As obras deverão ser iniciadas em junho ou julho próximo.

 

A Shandong foi a vencedora da licitação por meio da Sociedade de propósito Específico (SPE) Shandong Kerui Petroleum e Método Potencial.

A construção da UPGN representa a retomada das obras no Comperj que estão paradas desde 2015, por terem estado envolvidas no caso de corrupção revelado pela Lava-Jato, o que causou a perda de milhares de empregos.

A construção da UPGN, fundamental para transportar o gás natural que será produzido nos campos do pré-sal na Bacia de Santos, vai exigir a realização de outras obras no local, como a da Central de Utilidades (unidade que fornecerá serviços e produtos para a UPGN, como geração de energia, fornecimento de água e fluidos etc), além de gasodutos.De acordo com executivos do setor, todas essas obras vão representar investimentos no Comperj nos próximos meses da ordem de R$ 4 bilhões, e a geração de cerca de 5 mil empregos diretos.

A retomada das obras no Comperj, onde já foram gastos US$ 14 bilhões em um projeto calcado em obras superfaturadas, é importante não só para a Petrobras recuperar parte elevados dos prejuízos, mas também para Itaboraí e os municípios vizinhos, que sofreram bastante com a parada das obras e os milhares de trabalhadores desempregados.

A Petrobras está ainda em negociações com outra chinesa, a CNPC, para a realização de projetos em parceria que incluem a possibilidade da construção de uma refinaria no Comperj.






 
 
 
Fonte: O Globo
Outras Notícias
31
07
Após dois anos de recessão, mercado do petróleo cria para Macaé a expectativa de retomada de negócios de geração de empregos e de progresso.
[+] saiba mais
17
07
China pretende investir R$ 32 bilhões no Rio de Janeiro.
[+] saiba mais
26
09
A CHINESA SHANDONG KERUI SURPREENDE E APRESENTA O MELHOR PREÇO PARA A CONCLUSÃO DA UPGN DO COMPERJ.
[+] saiba mais
27
09
COMPERJ - Obra retorna em 2018 !
[+] saiba mais
24
06
Maricá será sede do mais moderno terminal de transbordo de óleo e gás do país.
[+] saiba mais
19
06
Sucessor do PAC investirá 2 bilhões até 2018
[+] saiba mais
29
11
Dragagem do canal de São Lourenço entra em fase de estudos.
[+] saiba mais
04
04
Projeções após o leilão de áreas de petróleo.
[+] saiba mais
24
06
Expansão de parque industrial em Macaé - RJ.
[+] saiba mais
28
08
Centro de Niterói irá receber ‘repaginada’.
[+] saiba mais
 
Voltar